Paulo Oliveira, Engenheiro de Segurança do Trabalho
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho

Paulo Oliveira

Belo Horizonte (MG)
1seguidor1seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Eng Civil, espec Eng Segur Trab e Gestão Ambiental

Comentários

(21)
Paulo Oliveira, Engenheiro de Segurança do Trabalho
Paulo Oliveira
Comentário · há 9 meses
Eu fico tentando entender como juridicamente uma Lei editada 20 dias antes de deflagrado o Carnaval, festa maior Nacional para começarem a se preocupar de forma abrupta, esse confinamento horizontal.
Eis o que segue extraído desse rol de artigos para poucos entenderem:

Em 6 de fevereiro de 2020, nasce a Lei da Covid-19 (Lei nº
13.979/2020), que prevê medidas destinadas ao enfrentamento da situação emergencial, como a quarentena e o isolamento.
Os atos infralegais da União e dos Estados se espalham como se estivessem a imitar a multiplicação viral atroz da Covid-19[4]. Governadores decretam medidas de restrição de circulação de pessoas e de comércio. Por exemplo, em 11 de março de 2020, o Distrito Federal já havia restringido o funcionamento de estabelecimentos comerciais para evitar a circulação e a aglomeração de pessoas, conforme Decreto DF nº 40.509, de 11 de março de 2020[5].

E olha que a humanidade do leste europeu, os Americanos do Norte e Centro, o povo asiático, todos já estavam fazendo seus isolamentos parciais.
Outra coisa que não passa pela minha cabeça é, se precisa´vamos de um isolamento total e horizontal, porque alguns teriam que se sacrificar para continuar operando para atendimento aos que podiam e acharam excelente se isolar
Os guetos, favelas, comunidades carentes e ribeirinhas em nada fizeram isolamento, e vejam se houve algum genocídio a eles por este falso vírus.
Ao que me consta, o mundo inteiro foi levado pela ONDA CHINESA, todos sem noção de causa, quase que decretando uma terceira guerra mundial, mas desta vez por espalharem uma mensagem que ao que parece falsa.
Para quem acompanha alguns sites e Órgãos de controle sobre o trinômio NASCIMENTO, VIDA e MORTE, ordem natural para estarmos aqui neste planeta, verão que a VIDA segue uma sequencia natural de antes e agora com essa pandênica pandemia articulada pelos chineses e engendrada por governadores e políticos dispostos a desarticular um governo que vinha assertivamente cumprindo o prometido de campanha.
Vejo muitas palavras e pouquíssimas soluções.
É isso.
Paulo Oliveira, Engenheiro de Segurança do Trabalho
Paulo Oliveira
Comentário · há 9 meses
Em rápidas palavras, vou citar um episódio que aconteceu comigo, e que poderia gerar um grande processo criminal.
Estava passando férias em Cabo Frio RJ, na passagem de ano de 2017/18 e resolvi consultar a conta virtual pelo celular para saber o valor de meu 13º para já aproveitar e aplicá-lo provisoriamente na Poupança. Mas a resposta que recebi pelo atendente eletrônico foi de me preocupar, quando imaginando ter um saldo desse crédito, obtive a seguinte resposta: "Você está NEGATIVO EM R$ 19.000,00 considerando meu limite do cheque especial. Meu susto foi tão grande que corri a uma das agencias desse banco em Cabo Frio e a Gerente secamente me disse que eu havia passado 2 dias antes da consulta a ela, 5 cheques variados de R$ 4.500,00 a 4.950,00 e todos descontados na boca do caixa a vista.
Resultado, tive que voltar para BH urgente para verificar junto à minha gerencia, e qual não foi o meu espanto quando ela me mostrou os 5 cheques assinados praticamente com a minha assinatura e pude observar a fraude por pequenos detalhes como qual o número do telefone constante neles?
Peguei com ela as cópias dos 5 cheques e fui a uma delegacia de defraudações, para fazer a ocorrência.
O banco analisou todos os pro-formas e após quase um mês me reembolsaram e pediram para eu assinar um termo de reposição desses valores. Recusei assinar, visto que isso isentava o banco de responsabilidades e não tinha sido eu o causador desse imbróglio.
Pensei emi abrir um processo indenizatório contra o banco, por prejuizos em perda de minhas férias como danos inclusive moral da honra, e a volta precoce para BH e de avião. Mas como apresentei todos os cálculos com as despesas que tive, eles me reembolsaram também as despesas extras.
Faltou o fato humilhante do constrangimento, e resolvi partir para o processo, mas antes consultei minha filha e meu genro, foi quando eles me perguntaram o seguinte:
- Quem errou foi o BANCO ou foi uma ação isolada de alguém inescrupuloso que inadvertidamente era contratado pelo banco?
- E considerando que o banco acatou devolver todo o recurso subtraído mais as despesas extras em função da causa indiretamente foi deles, você acha certo entrar com uma ação contra eles?
- Porque você não vai lá e levanta quem foi o AUTOR e move uma ação criminal contra ele?

Dito tudo isso, esfriei a intenção, pois o que precisava resolver já esta resolvido e não era necessário mais ALARDEAR TAL FATO.

Encerrei a questão.

Tudo isso para citar o caso acima, onde uma ação ISOLADA de apenas 2 ou 3 participantes de uma corporação por causa da divulgação, ativou toda uma humanidade, GENERALIZANDO uma situação local para expandir para todo o mundo um protocolo denominado de RACISMO, quando acredito que os comentários posteriores a esse primeiro,sintetizam perfeitamente todas as controvérsias nas palavras ditas pelo Artigo de Jones Figueiredo Alves.

Perfis que segue

(1)
Carregando

Seguidores

(1)
Carregando

Tópicos de interesse

(8)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Paulo

Carregando

Paulo Oliveira

Entrar em contato